Bem vindo ao

Blog do Ted

Home / Premier League / O Injustiçado Fernandinho continua brilhando na Europa. Aqui, vive com as marcas do 7-1.

O Injustiçado Fernandinho continua brilhando na Europa. Aqui, vive com as marcas do 7-1.

Foto: www.mancity.com

Fui – e sou – o único defensor de Fernandinho no Brasil inteiro (exceto por quem acompanha a Premier League – e o City). Comprei uma camisa com o nome dele e muitos me criticaram. A grande maioria dos “entendedores” de futebol não gostam do camisa 25 do City. Muitos o culpam pelo fracasso do 7-1.

Ora, naquele time bagunçado de Felipão, muito mal armado, todo mundo foi mal. Incluindo Paulinho, hoje indiscutível titular da seleção e do Barça. Culpá-lo por um gol entregado é normal, mas dizer que é ruim é outra história. Fernandinho vem sendo um dos melhores jogadores da PL desde que chegou lá, na temporada 13/14.

E com treinadores de verdade, ele sempre jogou muito. Não é o clássico craque, mas é um dos melhores médios defensivos do mundo. Hoje é o melhor do mundo. Melhor até mesmo que Casemiro, titular da seleção com mérito.

Foto: Daily Mirror

E se ele já era bom com Pellegrini, com Pep Guardiola, o maior treinador de futebol dos últimos 30 anos, Fernandinho está jogando o fino da bola. Os números não mentem:

Pela Premier League, ele é o 17º em médias pelo Sofascore: 7.38 (o líder é Philippe Coutinho, com 7.94); 2º em passes completados: 74.9 (90%) – o líder é Otamendi, com 80.3 (91%); 2 gols na temporada, 2 assistências, 6 grandes chances criadas. 2 desarmes por jogo, 1.5 interceptações por jogo. 57% de duelos vencidos (1 contra 1). Tem uma média de 1.2 faltas por jogo (ridículo para um volante).

No clássico deste fim de semana, vencido mais uma vez pelo time de Pep Guardiola contra o time de José Mourinho, Fernandinho teve mais uma atuação brilhante. Os Ingleses não cansam de exaltar o fato de que Fernandinho sempre é um gigante nos Big Games, os jogos importantes. Por um momento, jogou improvisado na zaga. Jogou muito bem, por sinal. E para um treinador que adora fazer rodízio no time, o meia é um dos poucos que jogam todos os jogos. Não que seja falta de opção: o veterano Yaya Touré não é mais o mesmo, sabemos. Mas o Alemão Gundogan está no auge da sua forma – incluindo na sua seleção. Mas a verdade é que Fernandinho se tornou insubstituível no sistema do gênio Catalão.

Photo by Frederick Breedon/Getty Images

E a torcida do City, que tanto se preocupava em como iria repor o ídolo Yaya Touré quando este apresentasse sinais de velhice, já tem outra preocupação: como irá repor alguém tão importante no maravilhoso time do Manchester City nos próximos anos.

Uma pena que a torcida Brasileira não reconhece o ótimo jogador que tem. Respeitado até pelas torcidas rivais na Inglaterra. Tudo graças ao pífio Luiz Felipe Scolari e sua péssima forma de montar um time de futebol para disputar a copa do mundo.

E para quem ainda não acompanha, vale a pena assistir aos jogos do Manchester City de Pep Guardiola. É um deleite para quem, como eu, ama ver o futebol arte.

twitter: @tedsimoes

Foto: www.mancity.com

Foto: www.mancity.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

>> <<