Bem vindo ao

Blog do Ted

Home / Copa do Mundo / Messi dá show, Jesus iluminado e vexames: guardem na memória a última eliminatória emocionante. Em 2022, até o Íbis pode jogar a Copa.

Messi dá show, Jesus iluminado e vexames: guardem na memória a última eliminatória emocionante. Em 2022, até o Íbis pode jogar a Copa.

Reprodução: internet

Estão definidos os representantes da América do Sul para a Copa da Rússia. Com o Brasil cumprindo tabela, Uruguai, Colômbia e Argentina carimbaram o passaporte para a Rússia. O surpreendente Peru roubou a vaga do Chile e vai disputar a repescagem contra a Nova Zelândia. De surpresa mesmo só o fracasso do atual bi-campeão Sulamericano. Para quem torcia e achava que a Argentina não iria à copa, se esqueceu que quem veste a camisa 10 dos hermanos é um tal de Lionel Messi. O maior gênio do futebol nos últimos anos. E um dos maiores de todos os tempos.

Se o Brasil tem Jesus, os Argentinos tem Díos. O espetacular Messi é realmente de outro planeta. Tudo já foi dito sobre ele, então nem preciso enfileirar adjetivos. Mas sempre me pergunto: até quando ele irá nos surpreender?

Confesso que fiquei na dúvida sobre qual jogo acompanhar. O drama Argentino ou o belo desafio posto à seleção de Tite. Acabei revezando os dois jogos, assistindo muito mais o primeiro tempo em Quito. Decisão acertada, visto que a seleção Brasileira foi bem discreta na primeira etapa em São Paulo. Ao contrário de Messi, que resolveu fazer chover na altitude.

E falar em chuva, é chover no molhado comentar que a Argentina não tem um time de futebol montado. Benedetto, Salvio e Acuña poderiam perfeitamente estar jogando na dupla BAVI. Dí Maria é um jogador extremamente super estimado. Fez uma boa Copa do Mundo e desde então vive péssima fase. No meio dessa bagunça, resta a Messi resolver tudo. Bater o tiro de meta, bater falta, escanteio, ir à área e cabecear. Receber a bola no meio, driblar todo mundo, tabelar com ele mesmo e fazer os gols. O hattrick de hoje foi o 28º da sua carreira. 84 gols em 28 jogos. Mais um número absurdo desse extraterrestre. E o terceiro gol foi uma daquelas pinturas que já nos acostumamos a ver quando o assunto é Lionel Messi. Rapidez, agilidade, muita habilidade e uma precisão divina na finalização. Um gol típico de um Díos para espantar os demônios que rondaram a seleção Argentina. Graças a Deus, a Copa terá Messi.

Brasil passa no teste

Com a fatura liquidada no Equador, me concentrei no segundo tempo de Brasil e Chile. O teste que Tite precisava depois de ter garantido a vaga com muita antecedência. E valeu a pena. O Brasil mostrou que não é mais aquele time desesperado de Dunga. Provocado ao fim do primeiro tempo, Neymar mostrou amadurecimento. Pendurado com o cartão, esteve longe de ser expulso e desfalcar o Brasil na estreia da Copa. Se preocupou em jogar futebol, da maneira mais coletiva possível, como queremos ver. O trio Neymar-Coutinho-Jesus está cada vez mais afiado. Paulinho (aquele que nunca critiquei) é o maior caso de Fênix já visto nos últimos anos: está cada vez melhor e é um dos intocáveis na seleção de Tite. E o menino Jesus, a cada dia que passa, mostra que é o enviado de Deus para a glória do hexa. No terceiro gol, fez aquilo que todo peladeiro adora fazer: entrar de bola e tudo.

Destaque também para a excelente estreia de Éderson na meta Brasileira. O goleiro mais caro do mundo mostrou sua principal característica: uma frieza absurda para sua pouca idade. Alex Sandro foi muito bem também. William entrou e encarnou Gérson num lançamento de 50 jardas para o gol da vitória. Dani Alves mostrou porque é o melhor lateral direito do mundo, comandando ações ofensivas e batendo a venenosa falta que resultou no primeiro gol Brasileiro. E a dupla de zaga esteve intransponível novamente. Sim, já temos um time formado.

A essa altura, acredito que faltam 7 vagas para serem preenchidas: o terceiro goleiro, 1 lateral direito, 1 zagueiro, 4 meio campistas e 1 centroavante. Alisson, Éderson, Dani Alves, Marcelo, Filipe Luis, Miranda, Marquinhos, Thiago Silva, Casemiro, Fernandinho, Renato Augusto, William, Coutinho, Neymar, Firmino e Gabriel Jesus só não irão à copa em caso de contusão. Cássio e Vanderlei disputam a vaga no gol; Fágner, Rafinha e Danilo a lateral direita; Jémerson, Gil, David Luiz, Rodrigo Caio e Geromel a última vaga na zaga; Tardelli e Diego Souza postulam a vaga de centroavante; Taison, Giuliano, Luan, Douglas Costa, Artur, Fred, Diego, Lucas Lima e Douglas (citado por Tite na coletiva) disputam as 4 vagas no meio. Não acredito que qualquer outro jogador tenha chances a essa altura do campeonato. Em novembro, a penúltima convocação antes da definitiva poderá desvendar ainda mais esse mistério. O time titular já está definido e na cabeça de todos: Alisson, Dani, Marquinhos, Miranda e Marcelo; Casemiro, Renato Augusto e Paulinho; Neymar, Coutinho e Jesus.

Os vexames

3 seleções decepcionaram o mundo do futebol nessas eliminatórias: Holanda, Chile e Estados Unidos, que foram eliminadas nessa terça-feira.

A laranja mecânica precisava dar 7-0 na Suécia para disputar a repescagem. Deu apenas 2-0, com dois gols do craque Nederland, também conhecido como Arjen Robben, que fez sua despedida na partida de hoje. Sorte nossa que pudemos vê-lo brilhar aqui na Arena Fonte Nova, naquele memorável 5-1 contra a Espanha.

O Chile pediu tanto que ficou de fora da Copa. A geração mais vitoriosa do país não se encontrou depois da saída de Sampaoli, hoje treinador da Argentina. Pior para o futebol, que não verá Arturo Vidal e Alexis Sanchez desfilarem seus talentos na Rússia.

E os Estados Unidos conseguiram a façanha de não se classificar no péssimo grupo da Concacaf, perdendo para a eliminada Trinidad & Tobago e vendo o Panamá tomar sua vaga. As más línguas dizem que os Yankees na verdade apenas boicotaram a copa na antiga União Soviética com saudades da Guerra Fria. A última vez que os Americanos não jogaram uma copa foi em 1986, no México. Será que Trump ainda pensa em construir aquele muro?

A lista ainda pode aumentar. Itália e Croácia vão disputar a repescagem Européia. O sorteio definirá seus rivais, que podem ser a Irlanda do Norte, Grécia, Irlanda ou Suécia. Será um tremendo papelão caso nenhuma das duas passe.

Na África, Nigéria e Egito já estão garantidas. A Tunísia está com os dois pés na copa, precisando apenas empatar com a Líbia em casa, no último jogo. Mesmo perdendo pode se classificar. O Senegal recebe a eliminada África do Sul em ótima situação para confirmar sua vaga. Empatando, precisa torcer para que Burkina Faso não vença por 5 gols. Emoção mesmo só no grupo C: Costa do Marfim precisa vencer o Marrocos em casa se quiser ir à Copa.

Agora é aproveitar a última data FIFA, entre 5 e 11 de novembro, com a definição dos últimos classificados à copa. Lembrando que provavelmente essa será a última vez que veremos emoções e surpresas, já que a Copa de 2022 terá 48 participantes. Atenção, Íbis: aproveitem a boa fase para sonhar com uma vaguinha na Copa do Catar!

Twitter: @tedsimoes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

>> <<